14/05/2024 às 16h39min - Atualizada em 14/05/2024 às 16h39min

Macaé reforça seu papel no setor de petróleo em reunião com a PRIO e Aurum Energia

Nesta segunda-feira (13), a discussão sobre a criação de um novo polo de capacitação para profissionais do segmento offshore e o fortalecimento da indústria de óleo, gás e energia marcou um encontro estratégico entre representantes do governo e a PRIO, empresa atuante nas oportunidades geradas pela revitalização dos campos maduros.



 
 Nesta segunda-feira (13), a discussão sobre a criação de um novo polo de capacitação para profissionais do segmento offshore e o fortalecimento da indústria de óleo, gás e energia marcou um encontro estratégico entre representantes do governo e a PRIO, empresa atuante nas oportunidades geradas pela revitalização dos campos maduros.
O prefeito Welberth Rezende ressaltou o protagonismo de Macaé no cenário petrolífero nacional e a importância do diálogo contínuo com a indústria do petróleo para alinhar estratégias que impulsionem o desenvolvimento econômico e a geração de empregos na região.
 
“O nosso relacionamento com a indústria do petróleo nos permite acertar, cada vez mais, em projetos e discussões que ajudam a aproveitar as novas oportunidades do mercado. A qualificação profissional e a geração de empregos é a nossa prioridade”, afirmou o prefeito.
Durante a reunião, o diretor jurídico e de assuntos regulatórios da PRIO, Emiliano Gomes, apresentou a proposta de estabelecer em Macaé um polo do programa “Reação Offshore”, que oferece capacitação gratuita para profissionais do setor de energia, financiada por meio de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I).
 
“A nossa proposta é trazer para Macaé um polo do nosso Instituto Reação, em parceria com o município e outras instituições empresariais, com a possibilidade de instalação de laboratórios técnicos no futuro”, explicou Emiliano.
 
O fortalecimento da região foi destacado pelo Secretário de Desenvolvimento Econômico, Rodrigo Vianna, que ressaltou a importância das empresas do setor para qualificar a mão de obra local e aproveitar as oportunidades de emprego geradas pela cadeia offshore.
 
Além disso, a reunião abordou a mobilização liderada por Macaé para analisar e discutir as novas tributações para operações offshore previstas na proposta de reforma tributária em discussão no Congresso Nacional, com o intuito de alertar sobre os riscos existentes na criação de novas taxações.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://wechannel.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp