06/05/2024 às 16h10min - Atualizada em 06/05/2024 às 16h10min

Show da Madonna teve resgate de fãs no mar e gente que passou mal para não perder lugar perto do palco, dizem bombeiros

Depois do show histórico, que levou 1,6 milhão de pessoas para a orla do bairro da Zona Sul, a cantora deixou o Copacabana Palace no fim do domingo (5).



 

Alguns fãs da Madonna passaram mal à espera do show porque temiam perder o lugar perto do palco. Já outros mergulharam no mar durante o espetáculo e precisaram de ajuda de salva-vidas para voltar à areia.

O Governo do Estado do Rio de Janeiro apresentou, nesta segunda-feira (6), o balanço da operação especial realizada para o show da cantora na Praia de Copacabana. A apresentação aconteceu no último sábado (4). O Corpo de Bombeiros atuou em cerca de 50 ocorrências no total.

“Muita gente não saía para não perder o lugar, assim muitos passaram mal. A temperatura chegou a 43ºC nas areias. Às 9h30 já começamos a distribuição de água”, disse o coronel Leandro Monteiro, secretário de Defesa Civil e comandante do Corpo de Bombeiros.

O secretário de Segurança Pública, Vitor dos Santos, destacou que a realização do evento foi um desafio, mesmo com a experiência do Rio na realização de grandes eventos.

“Fizemos um réveillon da Paula Freitas à Princesa Isabel, muita concentração. O espaço é curto. Tivemos uma dificuldade até no deslocamento das ambulâncias, mas conseguimos superar.

Ele ressaltou a integração com os órgãos da prefeitura. “Percorremos o bairro de Copacabana e vimos a complexidade que foi cumprir esse plano de segurança. Em determinado momento, chegamos 126 mil pessoas por hora no metrô, que atuou em capacidade máxima.”

No total, 38 pessoas foram conduzidas para as delegacias de Copacabana. Quatro mandados de prisão foram cumpridos, e um adolescente, apreendido. Um homem foi preso por identificação do sistema de reconhecimento facial.

Foram apreendidos cerca de 160 objetos perfurocortantes nos pontos de bloqueio.

O coronel Marcelo de Menezes Nogueira, secretário de Polícia Militar, disse que a demora na revista foi um problema logo solucionado.

“Entendemos que houve retenção nos pontos de bloqueio, mas tentamos minimizar os efeitos. A nossa atuação se deu em toda a orla”, disse o secretário.

Ele destacou a importância de antecipação de possíveis problemas e do planejamento.

“A Operação Madonna começou na segunda-feira (29), quando reforçamos o policiamento no bairro, principalmente na orla, de acordo com a grande complexidade da operação”, afirmou o secretário.

Depois do show histórico, que levou 1,6 milhão de pessoas para a orla do bairro da Zona Sul, a cantora deixou o Copacabana Palace no fim do domingo (5). Ela, os filhos e a equipe responsável pela apresentação estavam hospedados no local desde o começo da semana.

A artista rapidamente acenou para os fãs e seguiu num carro escoltado. Ela foi acompanhada por um comboio. Apesar de ter durado poucos segundos, o aceno fez a alegria dos fãs que esperavam para ver a cantora uma última vez no Rio.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://wechannel.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp