23/10/2023 às 13h28min - Atualizada em 23/10/2023 às 13h28min

Exército de Israel realiza operações pontuais em terra no norte de Gaza

Segundo os israelenses, os ataques focaram em pontos onde integrantes do grupo terrorista Hamas e de outras organizações armadas estavam reunidas. Incursão por terra não é definitiva, como o governo vem anunciado desde o início da guerra.


As Forças de Defesa de Israel (FDI) afirmaram ter feito operações pontuais por terra no norte da Faixa de Gaza durante a madrugada desta segunda-feira (23). Autoridades iraelenses informaram que as operações miraram áreas onde estavam reunidos integrantes do grupo terrorista Hamas e de outras organizaçãoes armadas palestinas.

Houve ataques de tanques e forças de infantaria para tentar localizar e buscar informações sobre pessoas desaparecidas e reféns feitos pelo Hamas. Segundo informações iniciais, contudo, não se trata da ocupação por terra que o governo de Israel vem anunciado desde o início da guerra, em 7 de outubro, desencadeada por um ataque do grupo terrorista em território israelense (leia detalhes mais abaixo).

 

De acordo com a BBC, o porta-voz da FDI, Daniel Hagari, falou nesta segunda sobre as mais recentes ações na Faixa de Gaza:

"Durante a noite, houve ataques de tanques e forças de infantaria. Esses ataques são ataques que matam esquadrões de terroristas que estão se preparando para a próxima fase da guerra. São ataques que vão mais longe, na linha de contato [com os inimigos]. Essas incursões também localizam e procuraram qualquer coisa que possamos obter em termos de informações sobre desaparecidos e reféns".

No domingo, forças do Hamas afirmaram que ataques no leste de Khan Younis, no sul de Gaza, foram identificados e que soldados israelenses cruzaram a cerca "por vários metros", ainda segundo a BBC. O grupo terrorista afirma que, nessa incursão, foram destruídas duas escavadeiras e um tanque. Além disso, soldados israelenses teriam deixado seus veículos e fugido a pé para leste da cerca.

Na madrugada deste domingo, mais de 50 palestinos foram mortos em ataques aéreos à Faixa de Gaza, disseram autoridades médicas locais. Na véspera, Israel tinha avisado que iria intensificar os ataques no norte de Gaza, mas o sul também foi alvo de novos bombardeios.

A ofensiva ocorreu horas depois de Israel pedir mais uma vez que habitantes de Gaza se deslocassem para o sul do território. Segundo o Exército israelense, um dos líderes do Hamas e dezenas de terroristas foram mortos nessas ações noturnas em Gaza.

No balanço mais recente, o Ministério da Saúde palestino, que é controlado pelo Hamas, informou que o número de mortos na Faixa de Gaza passou de 5 mil. Ao todo, Mais de 6 mil pessoas já perderam a vida na guerra entre Israel e o Hamas.

As 3 fases da ocupação

 

Na semana passada, o ministro da Defesa de Israel detalhou pela primeira vez a ocupação que Israel pretende realizar na Faixa de Gaza. Segundo Yoav Gallam, a ação ocupação ocorrerá em três fases e "não durará para sempre".

 

"Queremos fazer uma operação em Gaza para deixar de sermos responsável pelo território para sempre", disse Gallant a parlamentares de Israel durante sessão no Parlamento do país.

 

Essas três fases em sua guerra devem ser:

 

  1. A primeira delas, já parcialmente em curso, consiste de ataques aéreos e a ofensiva por terra.
  2. Em um segundo momento, militares deverão em combater "bolsões de resistência" dentro da Faixa de Gaza.
  3. Na terceira fase, segundo o ministro, as tropas se retirarão, e Israel criará "um novo regime de segurança" que trará "uma nova realidade para a segurança dos cidadãos de Israel".

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://wechannel.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp