27/02/2023 às 13h10min - Atualizada em 27/02/2023 às 18h07min

Turista de Petrópolis morre afogado em praia de Rio das Ostras

Flavio Lucio dos Santos, de 47 anos, chegou a ser reanimado mas morreu no hospital. Ele passeava com a família na cidade.

G1 - REGIÃO DOS LAGOS
https://g1.globo.com/rj/regiao-dos-lagos/noticia/2023/02/27/turista-de-petropolis-morre-afogado-em-praia-de-rio-das-ostras.ghtml

Flavio Lucio dos Santos, de 47 anos, chegou a ser reanimado mas morreu no hospital. Ele passeava com a família na cidade. Socorristas fizeram manobras para reanimar turista de Petrópolis em praia de Rio das Ostras, mas ele não resistiu
Reprodução redes sociais
Um turista de Petrópolis, na Região Serrana do Rio, que passeava em Rio das Ostras com a família, morreu afogado neste domingo (26). Flavio Lucio dos Santos, de 47 anos, era uma entre as mais de 150 pessoas que chegaram de Petrópolis por volta das 7h em ônibus de excursão.
Flavio Lucio dos Santos, de Petrópolis, passeava com a família quando se afogou em praia de Rio das Ostras
Reprodução
Flavio se afogou assim que pegou a primeira onda. Testemunhas disseram que tudo foi muito rápido. Ele ainda chegou ser reanimado pelos salva-vidas e equipe medica dos bombeiros, mas, ao dar entrada na unidade de saúde, não resistiu.
A morte de Flavio aumentou a estatística de morte por afogamento na região.
Socorristas fizeram manobras para reanimar o banhista em praia de Rio das Ostras, mas ele não resistiu morrendo ao dar entrada na unidade de saúde
Reprodução redes sociais
Segundo o Corpo de Bombeiros, de 1º de janeiro a 26 de fevereiro de 2023 ocorreram136 resgates por afogamentos só em Rio das Ostras e Macaé, no Norte Fluminense. Em 2022, foram 105 resgates, no mesmo período.
Os bombeiros também trabalham na prevenção. Durante este ano, Macaé e Rio das Ostras registraram em torno de 47 mil prevenções, ou seja, situações que evitaram afogamentos. E, no ano passado, foram 29.559. O dados mostram 37% a mais de prevenções.
Placas roubadas preocupam
O comandante do 9º Grupamento de Bombeiro Militar, Moreira Junior, está muito preocupado porque as placas que indicam perigo ao longo das praias estão sendo roubadas.
“Colocamos e roubam, isso acontece com frequência prejudicando o nosso trabalho e também faz com o que o turista não saiba se o local esta próprio ou não", lamenta Moreira.
O local onde o banhista morreu havia sinalização.

Fonte: https://g1.globo.com/rj/regiao-dos-lagos/noticia/2023/02/27/turista-de-petropolis-morre-afogado-em-praia-de-rio-das-ostras.ghtml
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://wechannel.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp