22/02/2023 às 15h24min - Atualizada em 22/02/2023 às 18h14min

Maricá registra 5 mortes por afogamento em menos de 24 horas

Casos aconteceram em praias do distrito de Itaipuaçu. Prefeitura emitiu alerta de risco para os banhistas.

G1 - REGIÃO DOS LAGOS
https://g1.globo.com/rj/regiao-dos-lagos/noticia/2023/02/22/marica-registra-5-mortes-por-afogamento-em-menos-de-24-horas.ghtml

Casos aconteceram em praias do distrito de Itaipuaçu. Prefeitura emitiu alerta de risco para os banhistas. Bombeiros tentando reanimar vítimas de afogamento nesta quarta-feira, em Maricá
Reprodução redes sociais
A cidade de Maricá, na Região Metropolitana do Rio, registrou cinco mortes por afogamento nas praias de Itaipuaçu entre a tarde desta terça (21) e a manhã de quarta-feira (22).
Apesar da ressaca já ter acabado, o mar continua agitado. Desde o domingo (19), o município está emitindo alertas sobre as condições impróprias do mar para os banhistas.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, por volta de 08h40 desta quarta-feira a aeronave do grupamento foi acionada para dar auxílio ao socorro de uma mulher de 45 anos e um homem, de 50, que se afogaram na Praia de Itaipuaçu, próximo ao Morro da Persa.
As vítimas foram levadas para a areia, os agentes realizaram manobras de salvamento, mas o casal não resistiu.
Na tarde de terça-feira, um senhor de 72 anos e o genro, de 23 anos, foram arrastados por uma onda na Praia da Restinga. Guarda-vidas da Defesa Civil iniciaram o trabalho de resgate, acionaram o helicóptero dos Bombeiros e as vítimas foram conduzidas para unidades de saúde, mas morreram antes mesmo de chegar aos locais de socorro.
Ainda de acordo com a Defesa Civil, um homem de 33 anos também morreu afogado na Praia do Recanto, em Itaipuaçu. Foram cerca de duas horas e meia de buscas pela vítima com auxílio de aeronave, mergulhadores e o jet-ski do Corpo de Bombeiros, até encontrarem o corpo do homem.
Mais de 70 resgates foram realizados durante a terça-feira de Carnaval em Maricá, quatro ações contaram com o auxílio do helicóptero para retirada das vítimas da água. De acordo com a Prefeitura, a maioria das vítimas são homens com idade entre 13 e 20 anos.
Atuação nas praias
Durante o período de Carnaval, a Defesa Civil intensificou os trabalhos nas praias. São 120 guarda-vidas atuando nos 46 quilômetros de orla da cidade. A operação conta ainda com apoio de 15 viaturas e seis quadriciclos percorrendo os locais de maior movimentação.
"Nosso mar não está próprio pro banho, nem com baldinho está apropriado. Não tomem banho no mar de Maricá, o ressolho está muito forte, a correnteza está muito forte, aparentemente as ondas estão melhores, a ressaca já passou, mas a corrente de retorno nas valas estão muito fortes", orientou o Secretário de Defesa Civil, Fabrício Bittencourt.
Nas redes sociais uma moradora de Itaipuaçu elogiou o trabalho dos guarda-vidas. Ela parabenizou, em especial, uma bombeira que deixou a água chorando enquanto buscava por uma vítima de afogamento.
"Afogamento de um idoso agora na praia de Itaipuaçu, ainda não acharam o corpo. Uma tristeza que não tem fim... Mas eu só queria poder dizer a bombeira que saiu da água CHORANDO após ficar quase 30 minutos tentando achá-lo. Você é uma heroína, sinta-se abraçada por mim, sua profissão é linda", comentou na postagem.

Fonte: https://g1.globo.com/rj/regiao-dos-lagos/noticia/2023/02/22/marica-registra-5-mortes-por-afogamento-em-menos-de-24-horas.ghtml
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://wechannel.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp