31/01/2023 às 15h19min - Atualizada em 03/02/2023 às 00h00min

Projeto Oportunidade: Senac promove capacitação profissional para mulheres assistidas pela Defensoria Pública 

Parceria do Senac em Minas, Defensoria Pública e CORI-Colégio Registral Imobiliário de Minas Gerais viabiliza desenvolvimento profissional e pessoal na vida de diversas mulheres que participam do projeto 

SALA DA NOTÍCIA Luciana Rodrigues d'Anunciação
Divulgação/ Defensoria Pública de Minas Gerais
No próximo dia 3 de fevereiro, sexta-feira, no auditório da Defensoria Pública de Minas – Unidade 1 (Rua dos Guajajaras, 1707 - Barro Preto) às 14h, a Defensoria Pública de Minas Gerais (DPMG) promoverá a formatura das 90 alunas da primeira turma do Projeto Oportunidade. O evento também será transmitido pelo canal da Defensoria no Youtube.    

O projeto contempla mulheres assistidas pela Defensoria e partiu da necessidade de realizar uma transformação na vida delas, fazendo com que consigam se inserir no mercado de trabalho e tenham renda para apoiar suas famílias.    

Todos os cursos foram patrocinados pelo CORI e gratuitos para as mulheres. Entre as sete modalidades, as alunas poderiam optar pelos cursos profissionalizantes Design de Sobrancelhas, Maquiagem, Massagem Relaxante, Bolos e Delícias, Salgados, Escovista Iniciante e Costura. Para as mulheres que querem empreender, foi oferecida a trilha de conhecimento Administração Eficaz do Tempo, A Importância dos Controles Financeiros e o Fluxo de Caixa, Noções Básicas de Custo e Formação do Preço de Venda.    

Ana Roberta da Cruz, especialista Técnica de Relações Institucionais do Senac, destacou a importância da iniciativa para essas mulheres: “o projeto foi além da qualificação e ressaltou o protagonismo feminino. Durante os cursos, percebemos o progresso profissional de várias mulheres e o impacto positivo do projeto em suas vidas. Tivemos relatos de mulheres que trabalhavam na área, porém, sem formação, e o curso veio e mudou sua história na empresa em que trabalha. Além da formação técnica, o projeto também contemplou trilhas de empreendedorismo”.   

A defensora pública Juliana Bastone, idealizadora do projeto, afirma que “a Defensoria Pública é, com certeza, o grande instrumento de inclusão social do sistema de justiça. E a educação é, de todos os caminhos, o mais democrático para a transformação social. Proporcionar educação e qualificação profissional de qualidade é um ato de respeito. É dar potência ao ser humano. E o Projeto Oportunidade é sobre inclusão social, é sobre respeito e dignidade”.   

O atendimento da Defensoria Pública, juntamente com o apoio do Senac, promove além da capacitação profissional, a mudança na vida de diversas pessoas. Nicoly Campos de Oliveira, 28 anos, de Belo Horizonte, é uma das beneficiadas pelo projeto. Ela vai se formar em Design de Sobrancelhas e também aprendeu a técnica de Extensão de Cílios. E evidenciou a importância do Projeto Oportunidade na sua vida e da sua expectativa pós-formatura: “A oportunidade que tive com o projeto me engrandeceu muito como profissional e também pessoalmente. Minhas expectativas é que eu possa continuar a evoluir na área da beleza e poder trabalhar oferecendo o meu melhor sempre”.    

A formanda ainda salientou que o projeto foi um agente da inclusão. “Como uma pessoa trans e sem emprego, tive a oportunidade de participar do projeto e aprender. Então pra mim foi muito importante”.  

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://wechannel.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp