25/01/2023 às 13h18min - Atualizada em 26/01/2023 às 00h20min

Operação apreende celular na posse de suspeito de trabalhar para o Faraó dos Bitcoins em presídio no RJ

Arthur dos Santos Leite é apontado pela Polícia Federal como operador financeiro de Glaidson Acácio dos Santos. Ação da Seap foi realizada na segunda-feira na Cadeia Pública Joaquim Ferreira de Souza, no Complexo de Gericinó.

G1 - REGIÃO DOS LAGOS
https://g1.globo.com/rj/regiao-dos-lagos/noticia/2023/01/25/operacao-apreende-celular-na-posse-de-suspeito-de-trabalhar-para-o-farao-dos-bitcoins-em-presidio-no-rj.ghtml

Arthur dos Santos Leite é apontado pela Polícia Federal como operador financeiro de Glaidson Acácio dos Santos. Ação da Seap foi realizada na segunda-feira na Cadeia Pública Joaquim Ferreira de Souza, no Complexo de Gericinó. Dezenove celulares foram apreendidos em operação no Complexo de Gericinó, no RJ
Divulgação/Seap
Uma operação realizada para identificar presos que estavam mantendo comunicações com pessoas fora da Cadeia Pública Joaquim Ferreira de Souza, no Complexo de Gericinó, realizada nesta segunda-feira (23), apreendeu um aparelho celular na posse de Arthur dos Santos Leite, apontado pela Polícia Federal como um dos operadores financeiros de Glaidson Acácio dos Santos, conhecido como Faraó dos Bitcoins.
A ação da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) contou com a participação de inspetores de Polícia Penal da própria unidade, da Subsecretaria de Gestão Operacional e da Subsecretaria de Inteligência do Sistema Penitenciário.
Ao todo, foram apreendidos 19 aparelhos celulares, sendo que dois deles na posse de presos. Além de Arthur, também foi flagrado portando o equipamento, Anderson Luiz Miguel, conhecido como Buiu, preso em outubro de 2022 e condenado pelo Tribunal de Justiça do Paraná por tráfico de drogas.
Segundo a Seap, Anderson é acusado de financiar e fornecer drogas como maconha, crack e cocaína na cidade de Pontal do Paraná, no litoral do estado.
De acordo com as investigações, Anderson contava com o apoio de um policial civil, que repassava informações privilegiadas sobre as atividades policiais, além de lhe fornecer drogas que eram apreendidas e acauteladas na delegacia.
Os equipamentos apreendidos na operação foram encaminhados para a Delegacia.

Fonte: https://g1.globo.com/rj/regiao-dos-lagos/noticia/2023/01/25/operacao-apreende-celular-na-posse-de-suspeito-de-trabalhar-para-o-farao-dos-bitcoins-em-presidio-no-rj.ghtml
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://wechannel.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp