12/01/2023 às 13h16min - Atualizada em 15/01/2023 às 00h00min

"Volta do voto de desempate a favor da União no Carf acaba com a justiça tributária e aumentará volume de processos judiciais", analisa especialista

SALA DA NOTÍCIA Murilo do Carmo Janelli
A nova equipe econômica do Governo Federal anunciará novas medidas nesta quinta-feira (12) e o pacote deverá incluir a retomada do voto de desempate a favor da União em disputas tributárias com contribuintes no Conselho de Administração de Recursos Fiscais (Carf). O pacote deve incluir quatro MPs (medidas provisórias), dois decretos presidenciais, uma portaria interministerial e uma portaria conjunta da Receita Federal e da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional.
 
Uma das MPs buscará restabelecer o chamado "voto de qualidade" no Carf, que assegurava à Receita a manutenção da cobrança em caso de empate no julgamento.
 
Na visão de Enio De Biasi, diretor da Elebece Consultoria Tributária, com essa medida devem crescer o número de processos judiciais no Judiciário, pois os presidentes das turmas do Carf e da CSRF passam a ter o chamado “voto de qualidade”, o que, na prática, representará vitória do Fisco nos julgamentos administrativos que resultarem em empate entre os conselheiros.
 
"O triste é saber que a medida não tem relação com justiça tributária. É um mero instrumento de tentar aumentar a arrecadação. Só vai aumentar o volume de processos tributários judiciais", frisa o especialista.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://wechannel.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp