10/01/2023 às 12h41min - Atualizada em 10/01/2023 às 12h41min

Faltam profissionais no mercado de trabalho de Macaé

Com cerca de 20 mil empregos criados desde ano passado, Macaé registra a falta de profissionais qualificados para preencher as oportunidades geradas diariamente pelo mercado de trabalho local.



Com cerca de 20 mil empregos criados desde ano passado, Macaé registra a falta de profissionais qualificados para preencher as oportunidades geradas diariamente pelo mercado de trabalho local.
Dados da Secretaria municipal de Trabalho e Renda apontam que cerca de 20% das vagas criadas por empresas locais não são preenchidas, devido à falta de profissionais capacitados para atender a demanda, principalmente, do mercado offshore.
Em alta, três áreas do petróleo são as que geram o maior número de contratações atualmente: caldeireiro, eletricista e soldador. E esses profissionais são disputados a peso de ouro por empresas que fecham contratos com a Petrobras e demais empresas que atuam nas operações de exploração e produção de petróleo nas Bacias de Campos e de Santos.
“As empresas exigem mais que a formação técnica. O profissional que apresenta cursos de extensão, formações em normas técnicas e certificações são contratados de forma imediata”, explica Sabrina Nunes, Secretária de Trabalho e Renda de Macaé.
Para garantir o apoio aos profissionais que precisam destas qualificações, a prefeitura já estuda junto a instituições como o Senai a formação de parcerias para oferecer de forma gratuita cursos e certificações, um passo importante para assegurar ao macaense e oportunidade de fazer parte desta nova realidade econômica da cidade.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://wechannel.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp