02/01/2023 às 18h06min - Atualizada em 05/01/2023 às 00h00min

5 benefícios para empresas conquistarem os melhores profissionais em 2023

Pesquisa mostra como os ideais corporativos mudaram e que 61% das pessoas priorizam a saúde mental no trabalho nos últimos tempos

SALA DA NOTÍCIA Adriane Garotti
Imagem: Freepik

O mercado de trabalho passou por grandes mudanças após a pandemia de Covid-19. Quem está procurando emprego e distribuindo currículos tem prestado ainda mais atenção nos benefícios oferecidos pelas empresas, buscando vagas que proporcionem cuidado com a saúde mental, mais tempo livre com familiares, estratégias de alívio de estresse e até mesmo orientação financeira.

De acordo com a Pesquisa Global de Bem-Estar, realizada pelo instituto Ipsos em 2021, 61% das pessoas buscam saúde mental no trabalho, ou seja, dão preferência para empresas que valorizam o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, os cuidados com a saúde física, o ambiente corporativo amigável e a prevenção a casos de burnout

“As empresas devem se atentar sobre a importância de enxergar as individualidades dos seus colaboradores. No cenário pós-pandemia, os funcionários ficaram mais exigentes com temas relacionados à saúde mental e bom relacionamento com suas lideranças. Portanto, é preciso olhar para os trabalhadores para além de cuidados protocolares da empresa, mas também no âmbito da felicidade, da realização e do acolhimento, para que ele se sinta parte de um grupo”, ressalta Sthéfani Ribeiro, Head de Gente e Cultura da 3778, maior healthtech independente do Brasil.

Pensando nisso, o especialista trouxe cinco benefícios que devem estar no radar das empresas em 2023, no intuito de conquistar colaboradores, proporcionar um ambiente corporativo mais saudável e prevenir problemas de saúde. Confira: 

1 - Semana de quatro dias

Alguns países já estão testando a novidade de oferecer a semana de quatro dias aos seus empregados. O caso mais famoso foi o da Microsoft, que surpreendeu ao implantar esse sistema como teste na empresa, onde a sexta-feira passou a ser livre. Os números mostraram um aumento de 40% na produtividade dos funcionários, além da redução de custos. 

2- Prevenção de doenças físicas e mentais

O tema da saúde e bem-estar ganhou força nos últimos anos devido ao isolamento social — que acabou gerando desgaste mental de muita gente. A maioria das empresas já consideram a prevenção de doenças, tanto físicas quanto mentais, um dos principais pilares para o bom funcionamento das rotinas. 

“Quando falamos de prevenção de doenças, também estamos falando sobre um maior desempenho do colaborador. A pessoa que se sente bem e feliz no seu local de trabalho, consequentemente, irá entregar melhores resultados. Isso impacta positivamente no orçamento da empresa. Em um estudo publicado pelo Journal of Occupational and Environmental Medicine, as empresas que investiram no bem estar de seus colaboradores apresentaram aumento de eficiência em torno de 235%”, afirma Ribeiro.  

3 - Possibilidade de trabalho home office ou híbrido

No cenário pós-pandemia, as formas de trabalho se reestruturaram, mostrando opções como o home office e o trabalho híbrido. Uma pesquisa realizada em 2020 pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) da Universidade de São Paulo (USP), momento em que os formatos de trabalho alternativo começaram a ser implantados por diversas empresas, mostrou que 70% das pessoas prefeririam continuar no trabalho home office. Porém, mesmo após o fim do isolamento social, muita gente enxerga uma relação direta entre a possibilidade de trabalhar em casa, ou ir em dias alternados ao escritório, com melhor qualidade de vida, mais tempo com família e amigos, entre outros fatores.

4 - Educação financeira

Segundo dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), 79,3% dos lares brasileiros estavam endividados em setembro de 2022, número que reforça a importância da educação financeira na vida de muitas pessoas. Portanto, empresas que inovam e oferecem benefícios ligados ao uso inteligente do orçamento, como cursos ou mentorias individualizadas, tendem a colaborar com a saúde mental e produtividade do funcionário. 

5 - Licenças parentais prolongadas

Mesmo que a Constituição Federal garanta o cumprimento por lei da licença-paternidade, cinco dias corridos após o nascimento da criança é considerado pouco tempo, considerando as mais diversas configurações familiares atuais. Devido a este cenário, muitas empresas estão oferecendo a licença parental prolongada, oferecendo até 60 dias de afastamento após o nascimento da criança. Grandes nomes como Meta e Grupo Boticário já oferecem esse benefício aos colaboradores.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://wechannel.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp