12/12/2022 às 17h33min - Atualizada em 13/12/2022 às 00h02min

Saquarema anuncia criação de Plano Municipal de Segurança pública; dados são coletados com moradores

Pesquisa é realizada pela Prefeitura em parceria com a Fundação Getúlio Vargas. Plano vai virar lei e nortear a política pública de segurança na cidade.

G1 - REGIÃO DOS LAGOS
https://g1.globo.com/rj/regiao-dos-lagos/noticia/2022/12/12/pesquisa-colhe-dados-com-populacao-sobre-seguranca-publica-em-saquarema-no-rj.ghtml

Pesquisa é realizada pela Prefeitura em parceria com a Fundação Getúlio Vargas. Plano vai virar lei e nortear a política pública de segurança na cidade. Centro Integrado de Operação e Controle, implantado no município em abril deste ano em Saquarema
Divulgação/Prefeitura
Uma pesquisa está sendo realizada em Saquarema, na Região dos Lagos do Rio, para coletar dados junto à população para a criação do Plano Municipal de Segurança Pública na cidade.
A ação é realizada pela Prefeitura em parceira com a Fundação Getúlio Vargas. De acordo com o município, o plano vai buscar reduzir a criminalidade, manter a ordem pública e a segurança das pessoas, do patrimônio, do meio ambiente e de bens e direitos no município.
Pesquisadores coletam dados junto à população de Saquarema para a criação do Plano Municipal de Segurança Pública
Prefeitura de Saquarema/Divulgação
O documento abordará temas como violência, crescimento populacional, avaliação dos serviços entregues pelas forças de segurança na cidade, uso dos espaços públicos, vandalismo e outros crimes e delitos.
O plano, que é fruto de uma ação da Secretaria Municipal de Segurança e Ordem Pública, terá validade de 10 anos. O plano é um trabalho em conjunto das secretarias municipais de Segurança e Ordem Pública, Desenvolvimento Social, Urbanismo, Desenvolvimento Econômico, Mulher e Educação.
Além da estrutura municipal, envolve também a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, por meio do 25º Batalhão de Polícia, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro e o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, por intermédio do Juízo da Comarca de Saquarema.
Segundo o município, as diretrizes do plano serão o atendimento imediato ao cidadão; o planejamento estratégico e sistêmico; o fortalecimento das ações de prevenção e resolução pacífica de conflitos, priorizando a redução da violência, do crescimento de forma ordenada, a redução dos crimes contra mulheres, crianças e jovens; a criação de uma rede de proteção às mulheres, crianças e jovens; e o aumento da eficiência das forças de segurança.
Uma das ferramentas a serem usadas pelo plano será o Centro Integrado de Operação e Controle, implantado no município em abril deste ano. Além de 260 câmeras instaladas nas principais ruas da cidade, o sistema conta com mais de 800 equipamentos em escolas e demais prédios públicos que acompanham o dia a dia e auxiliam na segurança de alunos, professores e da população em geral.
Todas as câmeras estão integradas a um sistema inteligente de monitoramento. Por exemplo, caso um carro que conste no sistema de veículos furtados passe por uma das câmeras do tipo LPR, ela fará a leitura da placa e acionará as autoridades policiais, além de fazer todo o acompanhamento do veículo no município.
Etapas do Plano de Segurança
Nesta primeira etapa, a Prefeitura está realizando uma pesquisa na cidade. Denominada Pesquisa de Vitimização, ela serve para obter informações, através de entrevistas com a população, estimativas sobre a criminalidade praticada e não notificada à polícia.
“O objetivo é investigar o grau de violência na cidade, levantando dados para nortear futuras ações”, disse Secretário Municipal de Segurança e Ordem Pública, Evanildo Andrade.
Os pesquisadores já estão em campo colhendo dados nos domicílios. Todos os funcionários possuem crachá de identificação, com nome completo e telefone do Instituto Ágora Pesquisa, parceiro nesta etapa do processo. Vale ressaltar que todas as informações coletadas não serão vinculadas a nenhum dos entrevistados.
Nas próximas etapas serão definidos os eixos de intervenção, ações que serão executadas pela Secretaria visando construir uma estratégia de prevenção. Desta forma, serão usadas ferramentas para mapear a sequência lógica de atividades, recursos, objetivos, resultados e impactos, tendo a visão a longo prazo.

Fonte: https://g1.globo.com/rj/regiao-dos-lagos/noticia/2022/12/12/pesquisa-colhe-dados-com-populacao-sobre-seguranca-publica-em-saquarema-no-rj.ghtml
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://wechannel.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp