02/12/2022 às 16h21min - Atualizada em 03/12/2022 às 00h02min

Júri popular condena acusados pela morte do comerciante Sandro Sales, em Rio Bonito

Crime aconteceu em 2019 na cidade de Rio Bonito. Vítima morava em Saquarema e foi morto a mando do sogro.

G1 - REGIÃO DOS LAGOS
https://g1.globo.com/rj/regiao-dos-lagos/noticia/2022/12/02/juri-popular-condena-acusados-pela-morte-do-comerciante-sandro-sales-em-rio-bonito.ghtml

Crime aconteceu em 2019 na cidade de Rio Bonito. Vítima morava em Saquarema e foi morto a mando do sogro. O comerciante Sandro Sales foi morto em 2019 e caso vai a juri popular nesta quinta-feira (1º) em Rio Bonito
Arquivo pessoal
O julgamento dos acusados pela morte do comerciante Sandro Rodrigo Sales foi finalizado na madrugada desta sexta-feira (2), no fórum de Rio Bonito, na Região Metropolitana do Rio, e os quatro homens que praticaram do crime foram condenados pelo júri popular.
De acordo com o advogado da família de Sandro, o sogro, Alexandre dos Santos, apontado como o mandante do crime, recebeu pena de 26 anos de prisão. Já Adalberto de Andrade Mendes e Jonas Oliveira dos Santos, contratados para a execução da vítima, foram condenados a 24 anos de prisão.
O acusado Luiz Henrique, foi absolvido do crime de homicídio, mas condenado pelos crimes de furto e extorsão processual. Segundo o advogado da família, a pena gira em torno de três anos de prisão. Luiz é apontado pelas investigações policiais como o homem que amolou a faca usada para matar Sandro e ficou responsável por se livrar das provas do crime.
O julgamento teve início às 10h de quinta-feira (1), no Fórum de Rio de Bonito, e foi até 1h desta sexta-feira (2). Foram ouvidos os familiares de Sandro, advogados de acusação e defesa e os reús.
Família da vítima
O resultado, para a família da vítima, é um alívio.
"A justiça finalmente foi feita, todos foram condenados. Agora vamos seguir, nossa família está leve. Nada vai trazer meu irmão de volta, mas agora estamos com a sensação de que a justiça foi feita", disse a irmã de Sandro.
Defesa dos réus
A defesa de Alexandre dos Santos, apontado como o mandante do crime, disse em nota "O acusado Alexandre dos Santos Gomes foi condenado por ser mentor intelectual do crime de homicídio de Sandro, crime esse que segundo a sentença foi agravado pela promessa de pagamento de recompensa aos executores do homicídio, pela prática de emboscada e meios que impossibilitaram a defesa da vítima. Alexandre também foi condenado pela prática do crime de corrupção de menor, uma vez que à época do homicídio um menor de 18 anos teria ajudado na execução do crime. A pena total foi fixada em 26 anos de prisão. A defesa do acusado Alexandre dos Santos Gomes, que está sendo exercida pelo advogado João Carlos Ferreira Azevedo Junior, diz que ainda está avaliando a sentença, mas que a princípio vê a necessidade de interposição de recurso, o que será definido nos próximos dias".
A defesa de Adalberto, Jonas e Luiz Henrique também foi procurada pelo g1 e, assim que se posicionarem, a reportagem será atualizada.
Relembre o caso
Sandro Rodrigo, comerciante de Saquarema, foi morto a mando do próprio sogro em novembro de 2019. As investigações da Polícia Civil apontaram ciúmes como a causa do crime.
Alexandre dos Santos, sogro de Sandro, mantinha relações sexuais com a própria filha e não aceitava o relacionamento da jovem com o comerciante. Ele contratou criminosos para simularem um assalto e matarem Sandro, com 37 anos na época.
A vítima foi sequestrada em casa, em Saquarema, passou horas sendo ameaçado no banco de trás do próprio carro e, após entregar os cartões e as senhas, foi assassinada com um corte no pescoço. O corpo foi deixado na Estrada da Prainha, em Rio Bonito.
Os criminosos foram presos dias depois ao usarem os cartões de Sandro em comércios de Bacaxá, distrito de Saquarema.
Aos policiais, os homens confessaram que foram contratados para cometer o crime. Desde então, Alexandre dos Santos e os três homens que foram a júri popular estão presos. Um menor, que também participou da ação, cumpriu medida sócio educativa.

Fonte: https://g1.globo.com/rj/regiao-dos-lagos/noticia/2022/12/02/juri-popular-condena-acusados-pela-morte-do-comerciante-sandro-sales-em-rio-bonito.ghtml
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://wechannel.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp